4o. post – MC de 10 de junho de 2007

10 jun

No primeiro bloco, uma conversa confusa sobre Azerbaijão, Cazaquistão, mísseis e Suíça. Se David Chase o assistisse, certamente teria material de sobra para mais uma temporada inteira de The Sopranos (obs: juro que pensei neste trocadilho antes da conversa sobre a série no final do último bloco!).

Em seguida, uma pequena aula de história sobre Giuseppe e Anita Garibaldi, com uma boa contribuição do Diogo – que aliás é sempre ótimo, mas fica especialmente mais simpático quando fala de qualquer assunto que não seja a caótica política brasileira.

Depois, uma incrível história de Lucas Mendes sobre o famoso restaurante Elaine´s. Até lembrou a época do Paulo Francis no MC, quando volta e meia histórias como estas surgiam na bancada. Saudades.

No último bloco, a matéria da Lúcia sobre Hayaan Hirsi e a competição entre Ricardo e Lucas pelo troféu Repórter Esso da semana. Quem ganha: Lucas com o Elaine´s ou Ricardo com a Holanda?

Para terminar, o comentário sobre o filme Knocked Up, de Judd Apatow. Em 1999, Judd Apatow criou a série Freaks and Geeks, sobre adolescentes em uma high school nos anos 80. Assim como My So-Called Life, o programa foi prematuramente cancelado… mas revelou nomes como James Franco e Busy Philpps e era o queridinho da crítica na época. Foi o que bastou para impulsionar Judd para sua carreira cinematográfica – para a qual, aliás, ele resolveu dar uma direção mais popular e simplista, tentando desvincular-se da reputação “cult” adquirida com Freaks and Geeks. O primeiro filme que Judd Apatow escreveu e dirigiu foi O Virgem de 40 Anos, estrelado por Steve Carell em 2005. É um tanto duvidoso – mas não chega a ser ruim. Pelos comentários no MC, parece que Knocked Up é bem melhor, e é muito mais do que um simples veículo para que Maude e Iris Apatow (filhas de Judd escaladas para o elenco) façam sua estréia no cinema.

Fórum da semana: quando o assunto tem o ridículo presidente Lula no meio, melhor nem comentar, não é mesmo? Afinal, temos coisas mais importantes para fazer do que ficar pensando nas próximas besteiras que o PT é capaz de aprontar.

Dê sua opinião sobre o MC desta semana… deixe um comentário no blog do fã-clube!

Você já faz parte do fã-clube do Manhattan Connection? Clique aqui e saiba como participar.

Clique aqui para ir à página inicial do fã-clube do Manhattan Connection.

3 Respostas to “4o. post – MC de 10 de junho de 2007”

  1. Felipe Svaluto Paúl :-) às 0:59 #

    Mainardi errou ao falar sobre a unificação italiana – ela teria se dado no começo do século XIX, e não na segunda metade, como de fato ocorreu.
    Erro menor – ele certamente sabe disso – mas é registro que precisa ser feito.

    A história do Lucas foi sem dúvida a parte mais engraçada de um programa morno demais. O trecho mais relevante foi o desmonte da farsa bolivariana – Mainardi perfeito aqui – do chileno Carmona, farsa que de fato corre terrivelmente a internet brasileira. Caio e Ricardo também deram importantes contribuições a esse desmonte.

    A frase do programa me obriga novamente a citar o Mainardi, inversões de expectativas normalmente divertem e a dele não foi exceção. “Para o Cazaquistão o Brasil é uma Suíça?”; “Olha, para a Suíça o Brasil é um Cazaquistão”.

    E a Lúcia trouxe algo relevante, viva! Quando ela pretende alguma relevância para além dos filmes pseudo-intelectuais e da arte modernosa mais estéril – ou seja, quando busca alguma seriedade, algo que não seja ignorado ou ridicularizado com razão pelo Mainardi – até que acerta. Esse é o termômetro da Lúcia: se o Mainardi comentou a exposição dela sem um risinho é porque dessa vez a coisa foi surpreendentemente útil.
    Abraço e parabéns pela iniciativa do blog, linkarei na próxima atualização do meu.

  2. Kris :-) às 10:36 #

    Adorei seu blog, parabéns prla iniciativa. Vou voltar mais vezes. Abraços =]

  3. monary :-) às 7:43 #

    Tivemos um Mainardi de bom humor. Não puxou todos os assuntos para fazer paralelos com o LUla.
    Concordou com a Lucia ( pasmem ! ) até a elogiou ( pasmem novamente). Ou seja, ele se distraiu e esqueceu de fazer ” tipo : seja lá o que for – sou contra “.
    Gostei do programa.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s