7o. post – MC de 1 de julho de 2007

1 jul

sitetmz.jpg

A música de Cesária Évora foi a coisa mais clara do primeiro bloco do MC desta semana. Imigração, PIB, documentos e tramóias da CIA, política interna americana… foram tantos os assuntos tratados, e tantas opiniões de uma vez, que ficou difícil de acompanhar. O que mais se destacou mesmo foi o terno clima de camaradagem entre o Ricardo e o Diogo. Nunca os vi concordando tanto em tantas coisas. Nem parecem as mesmas pessoas que discutiam tanto até um tempo atrás.

No segundo e literário bloco, uma conversa sobre o obra dos escritores Khaled Hosseini, Mohsin Hamid e Salman Rushdie. Acabou tudo em vinho.

No terceiro bloco, a indústria do “jornalismo” sensacionalista do mundo das celebridades representada pelo site TMZ (entre clicando aqui). Sobrou até para a Íris, da última edição do Big Brother Brasil. E a Angélica, cada vez aparecendo mais à frente das câmeras, virou pingüim. Lucas lançou o concurso “onde o pingüim da Angélica estará na próxima semana”. Será que eles vão dar o pingüim para o Matt Lauer levar para algum lugar exótico do planeta?

Para encerrar, os queijos de “Minnas-ssota” de Anne Saxelby e o documentário Sicko, de Michael Moore – que estreou neste final de semana nos cinemas americanos mas já havia vazado para o YouTube e que realmente não interessa muito a ninguém além dos contadores dele. Para ver trailer, trechos e fotos do filme, entre no site oficial aqui. Para ler a matéria publicada na revista New York sobre a Saxelby Cheesemongers, clique aqui.

Fórum da semana: este é o melhor momento do Brasil nos últimos 100 anos. Fato ou fofoca? Concordo com o Caio: “É um bom momento para o Lula: crescimento econômico medíocre e torpor popular sobre escândalos”.

Dê sua opinião sobre o MC desta semana… deixe um comentário no blog do fã-clube!

Você já faz parte do fã-clube do Manhattan Connection? Clique aqui e saiba como participar.

Clique aqui para ir à página inicial do fã-clube do Manhattan Connection.

4 Respostas to “7o. post – MC de 1 de julho de 2007”

  1. Carol :-) às 0:36 #

    Achei a parte dos queijos totalmente dispensável. Os demais, sempre ótimos..
    Para quem citou a “magreza”do Ricardo em post anterior, se for por excesso de trabalho ou qualquer outra coisa, ja está superando… está voltando o ar saudavel do moço. Pode ser os dias de Brasil..
    Caio sempre levando bordoadas.. até do Ricardo engraçadissismo…..
    Nada pessoal contra a Lucia, mas acho sempre o último bloco o mais chato…repito, a matéria sobre queijos não atraiu nem os participantes do Brasil..

  2. Eduardo :-) às 19:47 #

    Totalmente dispensável? Só para quem nunca foi ou nunca pretende ir a Manhattan. Para as outras pessoas, é super interessante. Principalmente para aqueles que gostam dessa iguaria. Ótima dica (até porque o programa não é um jornal que trata apenas de notícias, mas sim um espaço para se falar de política, cultura e, obviamente, Nova Iorque – e é isso que o faz ser interessante). Para aqueles que não acham dicas sobre Nova Iorque “dispensáveis” e também gostam de queijos, vale a pena o Artisanal, com excelente comida (inclusive a cheese cake, para mim uma das melhores de NY)e inúmeros queijos.

    http://www.artisanalbistro.com/ – restaurante
    http://www.artisanalcheese.com/ – loja de queijos
    2 Park Avenue (32nd Street), New York, NY 10016

    PS. o fondue de queijo é espetacular também

  3. Eduardo :-) às 19:53 #

    Esqueci do principal:

    será que os realizadores do blog poderiam colocar as tais dicas “dispensáveis”? Esqueci o nome do primeiro restaurante (acho que era Public Restaurant). O segundo eu sei que era a loja de queijo Saxelby Cheesemongers.

  4. Simone Nasbar :-) às 1:13 #

    Ohmmmmm!!! meditei um bocado no programa passado, e acabei perdendo o momento correto de emitir minha opinião.
    Nesta semana foi um presente de política e afins. Aprendi muito com a equipe a entender as raízes do fluxo migratório sem preconceitos; e falando sobre preconceitos, adorei saber das novas medidas americanas de restrições as cotas, pois se os negros americanos já estão com renda igual ao dos brancos, o papel das cotas já foi cumprido ( no Brasil essa medida provisória vai acabar definitiva como tantas outras….). Pena que esse bloco durou pouco…
    Depois as “bijuterias” da família CIA foi pra rir, além é claro, da ótimas dicas literárias.
    Sobre os queijos, fico feliz de saber que os MC desejam queijo Minas em NY!! Esse é um lado bom da globalização…
    Até mais!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s