41o. post – MC de 16 de março de 2008

16 mar

       

manhattan-connection-especial-1.jpg manhattan-connection-especial-3.jpg manhattan-connection-especial-2.jpg

Manhattan é a Conexão do meu coração
Para ela criei um fã-clube cheio de informação
Com vídeos, links, reportagens, colunas
Tudo feito a mão, deu o maior trabalhão!
Criei também um blog semanal
Com comentários sobre cada edição
Que faço com prazer em horas de dedicação
Por isso acho que mereço ir à gravação
Do especial de 15 anos – que presentão!
Sei que este poeminha é bem bobinho
Mas espero que tenha chamado a sua atenção
E me garanta um lugar nesta premiação :-)

Esta foi a minha resposta à pergunta “Por que eu mereço ir à gravação do Manhattan Connection – edição especial 15 anos?”, que o canal GNT fez como forma de selecionar cinco pessoas para assistir à gravação do programa. Deu certo, e eu fui um dos escolhidos. Cheguei em São Paulo com minha mãe (a quem convidei como acompanhante) no próprio dia da gravação.

A Raquel, sócia da Upline, empresa que organiza os eventos e promoções do GNT, foi nos buscar no aeroporto e nos levou ao hotel. Algumas horas depois, fomos ao teatro onde o programa foi gravado. Enquanto esperávamos no saguão, dentro do teatro os manhattans e a equipe técnica preparavam os últimos detalhes… até que uma figura conhecida emerge dos bastidores: Angélica Vieira.

Comentei com a Luiza, outra ganhadora da promoção, que foi ao teatro conosco na mesma van: “Olha lá, é a Angélica. Vamos falar com ela?” Depois de alguns minutos de indecisão, resolvemos nos aproximar e nos apresentarmos. Apesar da correria, Angélica foi super gentil.

Logo depois as portas do teatro foram abertas, e assistimos à gravação do programa. Os VTs estavam todos ótimos, principalmente o primeiro, em que o Lucas aparece nas ruas de São Paulo, e aquele em que os manhattans contam suas primeiras impressões da Big Apple… mas não vou fazer como nos outros posts e continuar a falar sobre o programa em si – pois este é um post especial e ainda temos muita coisa pela frente :-)

Continuando: no final da gravação, me aproximei do palco, pois queria tirar uma foto com todos os manhattans. Mas o Lucas ainda tinha que gravar uma chamada e os outros estavam posando para fotógrafos e logo foram ao camarim. Consegui apenas falar com o Ricardo.

Seguimos então ao coquetel, super movimentado e com todo mundo querendo falar com os manhattans ao mesmo tempo. O primeiro com quem falei foi o Caio Blinder. Me apresentei, e ele me abraçou, muito simpático. Em seguida, falei com o Lucas, que foi querido apesar de estar ainda em um estado nervoso pós-gravação e tentando dar atenção a um monte de gente. Fiquei com receio de falar com o Diogo, pois ele é o único com quem eu não havia trocado e-mails antes, e nem sabia se ele conhece o fã-clube ou lê o BLOG. Quando o Caio estava por perto, pedi que ele nos apresentasse – e o Diogo foi ótimo. Super gentil e sorridente, até ignorou um comentário infame que eu fiz sobre o fato de ele estar de terno e gravata – comentário que ele já tinha ouvido pelo menos 958 vezes até aquele momento.

Depois falei com a Lúcia e tirei uma foto com ela, mas a imagem ficou super tremida e quase irreconhecível, infelizmente. Também conversei com a tia da Angélica e com a Heloisa Chagas, a “Curadora da Conexão”, com quem eu já havia trocado e-mails no início do fã-clube por indicação do Caio.

Meia-noite voltamos ao hotel – mas não sem antes comermos uns 60 chocolates de sobremesa. Ah, e ganhamos um porta-passaporte com as logos do Manhattan Connection e do GNT.

Bem, foi assim que aconteceu a gravação do programa especial de 15 anos do Manhattan Connection em São Paulo. Mas não é só isso que você quer saber, certo? Então, continue lendo e veja como foi estar conectado pessoalmente aos manhattans…

Vou de táxi
O Lucas sempre fala que sem a Angélica o Manhattan Connection não existiria, e deu para ver que é verdade mesmo. Aliás, a Angélica deve ser a única personalidade da TV que todo mundo conhece, gosta e fala a respeito sem que ela precise aparecer.

Momento styling
Para quem questionou o momento styling do blog: certa vez o Caio me disse que o blog estava muito chapa-branca, então eu tive que pensar em alguma coisa para criticar. Tarefa difícil, pois para os fãs tudo no Manhattan é bom. Mas daí pensei em falar da camisa do Diogo, e uma coisa levou à outra…

Momento fashion
Na saída da gravação, vi e falei com a Lilian Pacce, a quem admiro muito. Ela não só é responsável por uma verdadeira revolução no jornalismo de moda, como consegue a cada semana criar um programa super interessante e com ótimas informações culturais. Quem ainda acha que o GNT Fashion é “apenas um programa de desfiles de moda” não sabe o que está perdendo.

Saia injusta
Que o Ricardo Amorim é gatão todo mundo já sabe – mas a telinha não faz justiça ao rapaz, pois pessoalmente ele é mais alto e muuuuito mais bonito do que na TV. Na matéria que fiz com os manhattans para a G Magazine em 2005, eu escrevi no perfil do Ricardo que ele poderia ter sido modelo internacional. Teve gente que achou exagero – mas finalmente vi minha teoria ser comprovada. Brad Pitt perde.

Pequeno notável
Se Caio Blinder fosse mulher, teria o nome de Carmen Miranda. Na televisão e em fotos, ele parece tão alto e imponente que só quem o vê pessoalmente sabe que ele tem a mesma altura da nossa eterna musa luso-brasileiríssima. E se o Caio também usasse tamancos-plataforma e tutti-frutti hats, todo mundo juraria que ele é do tamanho do Magic Johnson.

Ursinho Pimpão
Não lembro se foi o Lucas ou o Ricardo que chamou o Caio de urso – só sei que estava certo. O Caio é tão querido e fofo que o GNT deveria fazer uma versão de pelúcia dele, para vender no site do canal. Teddy Bear Caio Blinder: todo mundo iria querer um.

Miau
Se o Ricardo é o gato número 1 da Conexão, Diogo, com suas mainardettes espalhadas pelo Brasil, fica em segundo lugar, certo? Errado – porque a Conexão tem mais um gato para disputar o espaço: é o Alfredo, que trabalha na produção do programa no Rio, e que me foi apresentado pela Heloisa Chagas durante o coquetel. Viram como foi bom estar lá? Pois este é o tipo de informação que a gente só descobre pessoalmente!

Salve, salve, simpatia (ou, Olha a cabeleira do Zezé)
Pessoalmente, o Diogo Mainardi é totalmente diferente do que a gente vê no Manhattan Connection todas as semanas. Para começar, aquele cabelo enorme e desgrenhado, que dá vontade de pegar o primeiro avião para o Rio de Janeiro com uma tesoura na mão, fica ótimo nele. Na tela é estranho, mas pessoalmente fica moderno, charmoso e elegante – além de combinar totalmente com o estilo dele: esqueça aquele cara ranzinza que só fala sobre política, pois na verdade o Diogo é super jovial, alegre, sorridente, acessível e simpático. Surpreendente. Mesmo.

Trabalho infantil
Se o Manhattan Connection fez 15 anos, e a Angélica trabalha no programa desde o início, ela deve ter tido a carteira de trabalho assinada quando tinha 4 anos de idade – ou menos. Será que o segredo da juventude eterna é a Yoga? Eu só tenho tempo para uma aula por semana, mas pretendo descobrir.

I´m the man
Não adianta tentar descobrir o que diz a música de abertura do Manhattan Connection. Se já faz tempo que os próprios manhattans declararam que não sabem, uma esperança ainda surgiu na gravação do programa: a música seria tocada ao vivo. No fim da gravação, eu fui pessoalmente falar com os músicos para perguntar o que diz a letra, e acabar com este mistério de uma vez. Mas nem eles sabem! Eu perguntei: – Mas vocês não cantam?, e eles responderam: – Não, este vocal é um sampling que já está gravado, é uma mistura de um samba e mais uma música que ninguém conhece. A gente só sabe que tem a frase “I´m the man” no meio, mas o resto ninguém sabe o que é. 

Menção honrosa
Heloisa Chagas, convidada especial do programa, merece a menção honrosa do fã-clube. Como eu já a conhecia por e-mail, fui me apresentar a ela no coquetel e ela foi super receptiva. Contou sobre a sua ida a NYC, sobre a amizade com o Paulo Francis, me apresentou a algumas pessoas… não é à toa que ela é uma amiga tão especial dos manhattans.

manhattan-connection-especial-4.jpg

10 Respostas to “41o. post – MC de 16 de março de 2008”

  1. claudia :-) às 10:05 #

    Que inveja!
    Vc foi à gravação? Ficou pertinho dos MCs?
    Tirando o DM, que dizem n usar perfumes, os outros MCs são cheirosos?
    Adorei as fotos, principalmente a que estão informais no Saia Justa. QUERO UMA CAMISETA!

    Perdi os 02 últimos MCs e o último Saia Justa com a participação dos meninos.
    Uma pena, mas foi despedida de uma amiga que vai embora para a Irlanda em abril. Fizemos um pacto de deixarmos tv, rádio, jornal e internet de fora. Seremos 03 amigas e várias(os) colegas de abril em diante.
    Depois de passar uma deprê nas férias na Riviera(lugar morto) em Janeiro, fui me divertir no Guarujá. Yes. Abaixo o preconceito com a cidade.
    Foram 08 dias de muita risada, botecos bons, restaurantes bons e fugas incansáveis de marmanjos casados(afiiii… o duro que eram lindos). Homem n presta mesmo…rs

    Parabéns pelo poema, Marcos. Muito criativo. O blog está excelente. Deu pra ter uma idéia do q aconteceu.
    Bjo

  2. claudia :-) às 10:06 #

    Esqueci…

    Dá pra falar mais sobre o Alfredo “Miau”? Como assim? Bonito e escondido?

  3. marcosalexandre :-) às 10:12 #

    Oi Cláudia, como vc viu pelas fotos, fiquei pertinho dos manhattans sim. Sobre os perfumes, não vou responder, vou deixar para vc mesma descobrir na próxima festa. O Alfredo aparece no VT que mostra a produção do Manhattan, assista hoje na reprise… ele está de camisa listrada, na mesa de edição. Aparece rapidinho, mas aparece ;-)

  4. Renata :-) às 14:47 #

    Oi Marcos, se inveja matasse…

    Assisti 2 vezes ao especial, de tanto que gostei. E em relação à sua Saia Injusta, é verdade. Já o vi pessoalmente e a televisão esconde toda a beleza do Ricardo. A foto ficou muito boa.
    E sobre o Caio, é exatamente esta impressão que eu tenho dele: um fofo!
    E essa história de perfumes hein? Que festa é essa em que se pode descobrir o que eles usam?
    Abraços

    Renata

  5. marcosalexandre :-) às 16:27 #

    Renata, é a próxima festa de aniversário :-)

  6. claudia :-) às 19:21 #

    ahhhh
    Esperar um ano p saber se são cheirosos? Covardia…rs
    Assisti hoje. Muito bom, mas passou apenas uma hora de programa. Todos lindos no programa.
    Rolei de rir com o DM qdo ele disse q n iria bater no Caio…rs … e que os MCs o suportam pq assim se livram do Jabor..rs… ele é doido mesmo.

    O Lord deve ser lindão mesmo. Marcos o viu de perto. Renata o viu de perto.
    E eu vendo Léo Jayme de perto. 30 Kg mais gordinho… :(

  7. André :-) às 22:11 #

    O Manhattan vai ter um novo membro?

  8. marcosalexandre :-) às 0:24 #

    Não sei se vai ter gente nova no MC… mas, se tiver, gostaria que fosse a Sonia Nolasco. Desde que a vi no programa uns 6 anos atrás eu sempre achei que ela deveria fazer parte permanente da bancada…

    Marcos

  9. Patricia F :-) às 9:41 #

    PARABENS, Marcos! E a todos que foram ao programa. 15 anos realmente merece comemoração, os MC´s debutaram! :-)

    Achei que o Diogo estava lindo de terno e, como a Claudia, eu tambem me diverti com ele ontem!
    Na hora em que o Caio disse que se não fosse em Manhattan seria em Belo Horizonte… ahh, como torci pra que isto acontecesse. Caio, a rua da sua mãe é Rua Antônio de Albuquerque.. rs

    O Lucas comentou mesmo que terá senário novo, participante novo…

    E quem sabe um dia poderemos estar todos num teatro, participando do programa?!! ;-)

  10. Filipe Guilherme :-) às 21:33 #

    Prezado Marcos Alexandre,
    Primeiramente gostaria de parabenizar pelo excelente trabalho e dedicação a um programa que sem dúvida ainda é uma ilha de cultura e política na tv brasileira.
    Meu segundo ponto diz respeito a popularidade do seu blog, acho que são poucas as pessoas que comentam por aqui, e como próprio Caio mesmo diz, é um blog um pouco chapa branca,não tome isso como uma critica, mas acredito que seria extremamente interessante ver a extensão dos assuntos debatidos no programa prosseguirem na internet. Talvez seu trabalho merecesse ser mais divulgado pela grande rede.
    Apesar do discurso hipócrita, visto que é a segunda vez que comento aqui, gostaria de ajudar de alguma forma se fosse possivel, principalmente pelo tempo livre que ando tendo ultimamente.
    Caso queira debater alguma idéia não esclarecida aqui, me envie um e-mail, terei total prazer em responde-lo.
    Mais uma vez parabéns pelo trabalho.

    Abraço

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s