48o. post – MC de 4 de maio de 2008

5 maio

 

A Cacofonia Connection começa com um lero-lero sobre a eleição americana, que deve ser resolvida pela metade com muito sangue, suor e lágrimas até o dia 3 de junho. As verdades e mentiras começaram nos milharais de Iowa e foram parar em Indiana. Madame não pode perder, o príncipe precisa ganhar, e McCain tem mais chances porque não se identifica com Bush. Enquanto isso, o preço da gasolina explode, o eleitor gosta de migalhas e maquiagens, e o inteligente e redundante Caio Blinder pede um sanduíche de mortandela.

No segundo bloco, melhor do que o primeiro, o assunto é o ano que não
acabou. Entre os jipinhos em Praga, em Paris e na Candelária, quem ganhou a revolução? O bebê de Rosemary se deu melhor do que Richard Nixon e os
idiotas maoístas. Felizmente o capitalismo imperou, mas as drogas foram
catastróficas para a cultura e o crime no Brasil – e para o pessoal que
estava no Lincoln Center sem nada na cabeça além de pó. Era uma zona – mas a Wikipédia é mais organizada e tem uma lista compreensiva de tudo que aconteceu em 1968.

[pausa para o momento styling: o paletó do Ricardo estava um pouco largo
demais, ou ele emagreceu? De qualquer forma, a gravata de listrinhas dourada e marrom desviou o olhar, e segurar uma gravata assim não é para qualquer um. Só por isso merecia o Oscar de melhor figurino – mas o Caio de terno cinza e gravata vermelha fininha e estampadinha e bem amarradinha estava alinhadíssimo. Oscar para ele? Mas não podemos esquecer da Lúcia, cada vez mais apostando no preto e variando muito bem os designs e estilos. E por falar em variar, o Diogo continuou com a camisa azul clara – mas o pullover azul escuro bem ajustado finalmente o desgrudou do cenário, e o deixou com uma ótima silhueta. Até hoje o Diogo só ganhou um Oscar, pela camiseta que usou no Saia Justa. Será hora do segundo? Ainda não, pois em uma edição em que todos estavam vestidos para ir à ópera, quem mais se destacou foi o Lucas, com uma combinação ousada e moderna de gravata de bolinhas com camisa de listrinhas. Merece o Oscar e o Prêmio Edith Head]

A seguir, Manhattan, uma ilha repleta de vícios, socialites e crianças
brancas que superaram as negras e latinas devido à oferta de moradia e
segurança. A explicação é demográfica e os números estão no censo e nos
casais gays com filhos. A escola está em falta em Manhattan, mas as canções de ninar tristes e pessimistas estão sobrando por aqui. Que o diga Diogo Mainardi em sua coluna É duro ser bebê brasileiro. E falando em brasileiro: a bolsa ganhou de goleada de Ronaldo e seus travestis, que foram ao motel jogar Grand Theft Auto IV.

No último bloco, o brasileiro mais quente do momento: Paulo Szot, o barítono que é a nova Carmen Miranda e que trocou (ou acrescentou) a ópera pelo musical. O cantor, sedutor e ator já foi para a Europa comunista em um navio cargueiro, mas hoje troca energias com o público como estrela da remontagem do musical South Pacific. A peça é baseada em um livro de James Michener, teve uma versão politicamente incorreta nos cinemas nos anos 50 e agora faz sucesso na Broadway. A revista Veja fala sobre Szot na matéria Na trilha de Carmen Miranda e a revista Time elogia a montagem em South Pacific is Back on Broadway… Finally.

Fórum da semana: Afinal, o que foi 1968? Uma arruaça, uma revolução ou o quê? A resposta do Ricardo foi a mais revolucionária: “Não interessa de que chamemos; conseguiram o que queriam”.

Músicas e locais da semana: até o momento em que publiquei este post, as informações não estavam disponíveis no site do GNT :-|

Bônus da semana: a reconstituição que o Pânico fez do caso Ronaldo X
Travestis:

 

Página inicial do fã-clube do Manhattan Connection

Uma resposta to “48o. post – MC de 4 de maio de 2008”

  1. cláudia :-) às 22:18 #

    Achei o programa muito seco.
    Tá faltando um ajuste.
    Alguma coisa que equilibre o humor com a notícia séria.

    DM “Mootley do rabujento” também n gosta de música. Ele n gosta de nada. A esposa dele é uma mulher que merece todas as medalhas de “paciência do ano”. Ele ainda tem coragem de dizer que precisa de um sofá novo. O da casa dele deve estar plastificado até hoje!
    Mas n tem problema. Basta ele ficar lá, com aquela blusa azul marinho que já está bom demais. Descabelado e lindo.

    Lucas e sua fotossíntese noturna. Boa também.
    “Fotossíntese é um processo onde ocorre absorção de luz”. Como n dizem qual luz, ele deve ter pensado na lâmpada. A marcha da legalização deve ter passado perto dele, não é possível. Ficou doidão…rs

    Lúcia Lúcia: “poderia não falar nada. Ficaríamos aqui só ouvindo ele cantar”. Depois dessa, o moço ainda falou até de navio cargueiro.Pode?

    Caio n foi cortado. Milagre.
    Sem maldade, mas é mais engraçado qdo é cortado. Não precisa ser um ataque de gralhas, mas um pouco mais de ânimo.

    Ricardo.Bonitão como sempre.
    Vamos deixar o moço em paz. Ele já se cansou de dar dicas de investimentos e isso é evidente.
    O cara da hora é o Clever. Isso mesmo, Clever. Abriram uma comunidade no Orkut pro cara. Ele explica direitinho o mercado financeiro. Vale uma conferida.

    http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=39960444

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s