50o. post – MC de 18 de maio de 2008 – especial de 1 ano de fã-clube :-)

19 maio

A Tremores & Temores Connection começa entregando os pontos de Hillary Clinton, a zebra improvável que aposta em uma implosão de Barack Obama. O drama continua sendo o voto branco e pobre, e podem haver surpresas nas convenções. A China treme com inflação, protestos, o vexame da tocha e o terremoto, que deixou o país como uma barata tonta na contagem regressiva para as olimpíadas. O governo não esconde a dimensão da tragédia, ganha uma reação mundial favorável e aproveita para fazer propaganda positiva – coisa que não acontece em Mianmar, onde os gangsters de uniforme roubam a ajuda externa. Na américa latina, Chávez tem reações histéricas, e em Israel, Bush ajoelha diante dos sauditas.

Apesar de falar do mundo todo, o assunto de mais destaque no primeiro bloco do MC foi a coluna que Diogo Mainardi escreveu na Veja sobre a coluna de Caio Blinder no Ig. Como a Veja ainda não liberou o conteúdo do Diogo na internet, não há link para colocar – mas como o assunto é interessante, e eu queria mesmo fazer algo diferente neste post de aniversário, resolvi colar o texto escrito pelo Diogo na íntegra aqui no blog:

O LADO SOMBRIO DA INTERNET

      Caio Blinder recebe um monte de comentários anti-semitas por seus artigos na internet. Em vez de eliminá-los, ele os publica. Além disso, seleciona os mais selvagens e remete-os para mim:

      Caio Blinder é um jornalista e apresentador de TV brasileiro de origemjudaica (texto retirado da Wikipédia). Só podia, rssss, mais um judeu FDP que teve a sorte de nascer depois do Holocausto, kkkkkkk.

      A mensagem é assinada por TimGP. A caricatura nazista do Der Stürmer, do judeu peludo, de orelhas grandes e nariz adunco, agora se transformou num “kkkkkkk”. TimGP lamenta que Caio Blinder tenha escapado do Holocausto. Outro leitor, Antonio Aparecido, nega o próprio Holocausto:

      Mais de 1 milhão de judeus mortos??… Contem outra estorinha, ou melhor, outra historinha. Não à manipulação da mídia. Sim à história verdadeira, sim aos historiadores antropologistas. 

     A quem ele se refere? Himmler? Ahmadinejad? Le Pen? Alguns dos maiores historiadores judeus, como Bernard Lewis, argumentam que, nas últimas décadas, surgiu uma nova forma de anti-semitismo. Se os comentários sobre os artigos de Caio Blinder podem ser tomados como amostra, eu diria que o anti-semitismo continua igualzinho ao de 100 anos atrás, usando inclusive as mesmas fraudes dos tempos dos “pogroms”:

      O que estão fazendo na Palestina é o verdadeiro Holocausto. Quem não conhece que leia a verdadeira história dos sábios do Sião, que foi retirada por divulgar as reais estratégias dos judeus desde 1900 e de como dominariam o mundo.

      Apesar de o anti-semitismo continuar igual, ele tem um novo meio de se difundir: a internet. Depois de Ausch-witz, comentários como os recebidos por Caio Blinder tinham de restringir-se aos círculos clandestinos. Agora o anti-semitismo perdeu o pudor. A internet é uma espécie de Cazaquistão de Borat. Qualquer um pode pegar um porrete e malhar o judeu. De vez em quando, até a apresentadora de TV gói, por engano, é mandada para o gueto:

      Está na história do povo judeu usar os meios de comunicação em massa para se passar por vítimas e conseguir o que desejam. Vejam o senhor Abravanel e a Xuxa.

      No Brasil, o anti-semitismo de esquerda, que se confunde com o anti-sionismo, é muito mais forte do que o de direita. Quando Caio Blinder festejou os sessenta anos de Israel, ao mesmo tempo em que defendeu a idéia de um estado palestino nos Territórios Ocupados, seus comentaristas mandaram-lhe mensagens furiosas, legitimando os atentados terroristas da Al Qaeda e do Hezbollah. O tom foi de “fascista e covarde” até “blitz em você, semita de boca fedida”.

      A internet tem esse lado sombrio: ela permite que idéias criminosas sejam propagadas abertamente. Anti-semitas e negadores do Holocausto foram condenados em tribunais dos Estados Unidos e da Europa. Se o Ministério Público brasileiro perseguisse judicialmente um ou dois comentaristas dos artigos de Caio Blinder, a internet só teria a ganhar. Cada um tem de ser responsabilizado pelo que diz e faz. Sem isso, o totalitarismo sempre vence, e podemos acabar num gueto com Silvio Santos e Xuxa.

E a resposta do Caio está no texto Um jornalista e a doença milenar do
anti-semitismo
.

No segundo bloco, Barbara Walters, que quebrou as barreiras da fama e da infâmia. Ela descobriu a alquimia entre o show business e o jornalismo e tornou-se a primeira âncora de 1 milhão de dólares. Baba Wawa, que é assistida até em outros planetas, fala muito mas não conta tudo no livro Audition, onde ela mescla suas próprias memórias à história da televisão. The winner takes it all.

[pausa para o momento styling: Lúcia soltou a franga com um cachecol
moderno, bonito e bem colocado, e que até combinou bem com o top preto – mas convenhamos que este ensemble é mais apropriado para andar a cavalo do que para ser usado em um estúdio de televisão, fechado e aquecido. Caio estava com uma gravata elegante, que pode ser repetida várias vezes sem erro. E a gravata do Jorge Pontual? Não era sóbria, mas era bonita – infelizmente aquele paletó estilo Hugo Estenssoro acabou com o look de maneira irrevesível. O Oscar de melhor figurino da semana fica com o Lucas, o mais novo seguidor do estilo Márcia Tiburi e cada vez mais bem vestido]

A seguir, os escritores emergentes e transnacionais são o novo trovão da literatura. Eles são desenraizados, mas mantém a cara de sua cultura – como Jhumpa Lahiri, que conta histórias de imigrantes temporários e permanentes sem humor e sem suspense. A literatura não é exótica e Lahiri não é uma ilustre desconhecida – tanto que ganhou a matéria Jhumpa Lahiri: The Quiet Laureate na revista Time. Bola prá frente.

No último bloco, o aniversário do cavalo é comemorado na exposição The
Horse
. Desde que os homens das cavernas descobriram que o cavalo é mais útil vivo do que na grelha, o animal tornou-se o melhor e mais elegante amigo do homem. E enquanto os cavalos seguem a égua e os burros seguem a anta, os cineastas brasileiros seguem o caminho das premiações no Festival de Cannes: Fernando Meirelles com Blindness, Matheus Nachtergaele com A festa da menina morta, Daniela Thomas e Walter Salles com Linha de passe e Antonio Campos (esquecido pela imprensa mas não pelo pai) com After school. A invasão tupiniquim na França é quase tão grande quanto a britânica nos EUA. Até tem gente que acha Tracey Ullman stupid e pointless – mas ela é ótima e faz sucesso com State of the union, enquanto seu colega escocês Craig Ferguson fica acordado até tarde no Late late show. Os brasileiros não riem – mas também, o que esperar de um país onde os universitários nem sabem quem é o personagem Ferris Bueller?

Fórum da semana: A saída da ministra Marina Silva é um erro? Gostei mais da reposta do Caio: “Ela não tinha mais ambiente no governo.”

Músicas e locais da semana: 1 – Exposição Eminent Domain: contemporary photography and the city, na The New York Public Library. Música: tema do filme Chinatown, com Nicholas Payton. 2 – Restaurante e Cachaçaria La Palette. Música: Tutuboli, com Cyro Baptista. 3 – Espetáculo In the heights, no Richard Rodgers Theater. Música: original da peça. 4 – (Boa noite) – Filme: Um dia em Nova York. Local: ponte do Brooklyn. Música: original do filme, com Frank Sinatra, Gene Kelly e Jules Munshin.

****************************************

ESPECIAL: ESTATÍSTICAS DE UM ANO!

Hoje não é só o aniversário do cavalo, mas também do FÃ-CLUBE DO MANHATTAN CONNECTION!!!! Veja a seguir uma compilação das estatísticas do site, de 19 de maio de 2007 a 19 de maio de 2008, até o momento de publicação deste post:

Número de acessos à página inicial do fã-clube: 14.033
Número de acessos ao BLOG semanal do fã-clube: 15.465
Número total de acessos: 29.468
Média mensal: 2.455

Termo mais procurado em sites de busca e que resulta em visitas ao fã-clube e ao BLOG: “Ricardo Amorim”

Número de itens na área de vídeos e reportagens do fã-clube:
Links para vídeos – 39
Entrevistas com membros e ex-membros do MC – 19
Matérias sobre membros e ex-membros do MC – 8
Colunas de membros e ex-membros do MC – 5
Reportagens sobre o MC – 3
Podcasts – 3
Outros textos escritos por membros do MC – 3
Outros – 8

Link mais acessado na área de vídeos e reportagens: Os mais lindos da TV paga, texto de minha autoria publicado em 19 de abril de 2006 no site Parou Tudo, de Brasília

Dia de maior acesso ao fã-clube: 543 acessos em 13 de junho de 2007 – dia em que o fã-clube foi citado no blog Querido Leitor, da Rosana Hermann

Dia de maior acesso ao BLOG: 481 acessos em 17 de março de 2008 – dia em que publiquei a página especial sobre a gravação do programa especial de 15 anos em São Paulo

Oscar de melhor figurino (coincidência nos números!)
Ricardo – 5
Lúcia – 5
Caio – 5
Lucas – 5
Diogo – 1

****************************************

E finalmente, o bônus da semana: Barbara Walters e Gilda Radner falam sobre Baba Wawa – com clips hilários da comediante fazendo a personagem nos anos 70.

 

Ah, e a promoção comemorativa de um ano de fã-clube continua: concorra a 1 DVD do documentário Conexão Manhattan – veja na página inicial

10 Respostas to “50o. post – MC de 18 de maio de 2008 – especial de 1 ano de fã-clube :-)”

  1. Renata :-) às 17:07 #

    Pessoal,

    Peguei o programa no final e não vi o Ricardo Amorim. Alguem me explica a presença do Jorge Pontual no lugar dele?

    Abraços a todos.

  2. marcosalexandre :-) às 20:53 #

    O Ricardo volta na semana que vem :-)

  3. Filipe Guilherme :-) às 21:40 #

    Esperava uma participação mais preponderante do Jorge Pontual. Pelo menos sobrou mais tempo para o Diogo, é impressão minha ou o programa anda cada vez mais “atropelado”? As matérias da Angélica e a bloco cultural da Lucia está cada vez mais rápido! Talvez seja só impressão. De qualquer forma alguém sabe me dizer se as prévias de Michigan e Flórida serão totalmente refeitas? Caso contrário como funcionará a divisão dos delegados?
    Abraço Marcos

  4. Liliane de Paula Martins :-) às 11:33 #

    Marcos, tem sido cada vez melhor assistir o programa e depois passear no seu blog.
    Aprendo muito e aprendo mais.
    Achei o Jorge Pontual, completamente, apagado.
    Liliane

  5. CARLA LEMOS :-) às 20:30 #

    Oi gente, assim como a RENATA também quero saber o que houve com RICARDO AMORIM…
    Sempre gostei das participações dele neste programa. Sou fã dos apresentadores, adoro assistir MANHATTAN pq sempre fico sabendo das coisas e dos proquês delas também…
    Parabéns pelo programa e muito sucesso.

  6. CARLA LEMOS :-) às 20:32 #

    Liliane também achei o JORGE PONTUAL apagado, desmotivado,
    sei lá.

    O RICARDO volta para o programa?

    Quam poderá nos responder?

  7. Cláudia :-) às 21:02 #

    Gravei e assisti o programa ontem.
    Sem o Ricardo, o MC ficou tranquilo demais.
    Jorge Pontual foi lá pra fazer fofoquinha ou participar do programa?
    O programa não foi bom.

  8. marcosalexandre :-) às 21:15 #

    Calma, Carla… no início do programa o Lucas disse que o Ricardo voltaria na próxima semana :-)

  9. Gerana Damulakis :-) às 22:30 #

    O programa não foi bom. Cláudia nem se sentiu animada para fazer o resumo(resumo este que já tem leitores certos). Quero enfatizar o quanto a coluna do Diogo na VEJA foi importante no tocante ao lance com Caio: é revoltante saber que fazem isso com Caio Blinder. E parabéns para o blog!

  10. Camila Carvalho :-) às 1:29 #

    O Manhattan é minha salvaçao dos domingos, sou ADICTA do manhattan rs
    Senti falta dos comentários sempre acertivos do Ricardo domingo passado,e espero que ele esteja de volta este domingo,(FAL UMA FALTA….)mas gostaria de falar especialmente sobre o Caio mesmo, a postura dele diante dos comentários antisemitas que deve ter que engolir é admirável, assisti O GRANDE DITADOR do mestre Chaplin este final de semana e me lembrei muito do Caio.Tão acertivo quanto Ricardo falando sobre economia, Chaplin na sua genialidade já antecipava no filme o grande poder de destruiçao do nazifascismo, que devastaria a Europa durante a 2°guerra.
    TAMBÉM QUERO PARABENIZAR ANGÉLICA POR NOS BRINDAR SEMPRE COM ESTAS DICAS CUTURAIS PLURALISTAS E FUNDO MUSICAL BRILHANTE.

    Queria muito que falassem este domingo á respeito da exposiç]ao de grafite que está acontecendo em Londres, 3 grafiteiros brasileiros nos representam por lá e acho um belo assunto para a pauta cultural do programa.

    BEIJO.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s