57o. post – MC de 29 de junho de 2008

30 jun

A Brooklyn & Gay Connection começa perguntando: quanto custa o barril? Mas a resposta não faz diferença, pois a dependência do petróleo é uma droga. Chegamos a mais um 4 de julho, e como Bush não seguiu os conselhos do Ricardo Amorim, os novos candidatos à presidência também não conseguirão proclamar a independência. O galão do McCain vai custar quanto os chineses quiserem, por isso ele está oferecendo uma recompensa de 300 milhões de dólares para quem inventar uma bateria para os carros elétricos que a indústria do petróleo matou (veja nota da revista Quatro Rodas sobre o assunto aqui). E o príncipe Obama, que se vendeu ao Etanol, avança nas pesquisas entre o eleitorado branco e independente. De quem Bob Barr vai roubar o lugar? Eu acho que enquanto ele não raspar aquele bigodinho, não ganha nenhum voto. Enquanto isso, a vida continua no resto do mundo. No Brasil, Lula consome litros de álcool – e também de gasolina (principalmente daquela com solvente e cachaça na composição). O Zimbabwe tem mais armas que Washington, e a Coréia do Norte não é tão perigosa assim – será?! Na Europa, nada acontece – a não ser pelos grampos nas ligações de Berlusconi, e pela popularidade de Sarkozy, que sobre graças à quase-brasileira Carla Bruni.

No segundo bloco, a lição das meninas: Ellen Page colaborou, e as adolescentes de Massachusetts engravidaram por causa dos filmes de Hollywood, da fragilização da família e da irmã de Britney Spears. Elas sofrem de carência e baixa auto-estima – mas são tão promíscuas quanto as brasileiras. Claro que o assunto deu gancho para uma cutucada no Caio, que gosta de todo mundo – menos das pessoas promíscuas, por causa da aids. Mas este é um papo para o próximo bloco. Brasil na imprensa: o obituário de Ruth Cardoso, a venda da cervejaria Anheuser-Busch para a InBev e os índios sedentários da Amazônia – sobre eles, veja o que a BBC Brasil tem a dizer aqui.

A seguir, o Brooklyn está com tudo e está prosa. O borough que já foi cidade tem uma sólida base industrial e está com todo o gás: além de representar o sonho americano, vende vinhos e cuecas e atrai residentes intelectuais, artistas e estrangeiros. Pode não ser o São Lucas de Belo Horizonte, mas funciona mais ou menos como o Canadá: representa o que os EUA tem de bom, e com uma imagem mais simpática. Nos e-mails, o melhor time político e econômico da TV brasileira responde as reclamações dos telespectadores – principalmente dos gays, que amolaram o Caio devido ao mal-entendido sobre a declaração dele de que os gays são mais promíscuos que as lésbicas. Mas o assunto já foi bem esclarecido, tanto aqui no blog durante a semana como nesta edição do MC pelo próprio Caio – apesar das “provocações” dos colegas de bancada que o fizeram se perder um pouco no raciocínio. No fim, tudo acabou bem e rendeu muitas risadas. Outra reclamação foi quanto aos atrasos do programa nas duas últimas semanas, devido à cobertura das semanas de moda no Rio e em São Paulo. Lucas colocou a culpa em uma entrevista de Gisele Bündchen – mas na verdade, o que foi ao ar ao vivo no domingo passado foi o desfile da Colcci, e a entrevista (ótima, por sinal – principalmente a parte onde a Gisele fala sobre ser um índice econômico) só passou na quarta-feira seguinte. Sugestão ao GNT: que tal tirar o programa da Marília Gabriela do ar durante as semanas de moda? Seria uma win-win situation: o Manhattan não atrasaria, o canal não perderia a cobertura dos eventos, e de brinde a gente ganharia duas noites de domingo sem precisar passar pelo exercício de paciência que é deixar a TV sem som no programa da Gabi enquanto espera o MC começar.

[pausa para o momento styling: Lúcia estava muito bem de top vermelho-alaranjado, super alegre e casual. O cabelo também estava ótimo – assim como o do Ricardo, que de cabelo curtinho fica 10 anos mais jovem – e mais ousado, pois usar camisa de listrinhas com terno risca-de-giz e gravata de bolinhas não é para qualquer um. O ensemble ficou perfeito – mas o Oscar de melhor figurino da semana vai mesmo para o Lucas, que copiou a camisa do gatão da Conexão e a combinou com um bom terno cinza-chumbo e uma singela gravatinha azul-bebê. Falando em gravata: Caio, que ultimamente andava muito sério, resolveu descontrair na gravata azul estampada. O resultado foi ambíguo: em certos momentos parecia bem, e em outros nem tanto. Não consegui chegar a uma conclusão, portanto ele leva o Troféu Hugo Estenssoro de roupa indecifrável da semana]

No último bloco, os novos casais da Gaylifornia, que passa por uma lucrativa invasão cor-de-rosa. Os homossexuais nova-iorquinos embarcam em massa para casar, em busca da segurança de benefícios legais. Mas nem todos os gays celebram o casamento – que por sinal deixou o altar e subiu no palanque eleitoral. As famílias mais civilizadas são mesmo as européias.  Angelina Jolie, que gosta de meninos e meninas, é a mulher mais procurada – e sempre encontrada – pelo marketing e pelo cinema. Além de ser a única pessoa promíscua de quem o Caio gosta, ela é meio Madonna e meio Madre Teresa, e também é boa atriz – mas é mais importante como celebridade e instrumento de propaganda. Os papéis podem variar, mas a fama é constante. Seu novo filme é Wanted, do russo Timur Bekmambetov. A estréia está prevista no Brasil para o dia 22 de agosto – mas antes disso você já pode ver o site oficial aqui e o trailer aqui.

Fórum da semana & Músicas e locais da semana: o GNT não está mais
disponibilizando estas informações :-|

Bônus da semana: a singela Carla Bruni em seu vídeo-clipe mais famoso: Quelqu’un m’a dit.

Página inicial do fã-clube

6 Respostas to “57o. post – MC de 29 de junho de 2008”

  1. Ro :-) às 23:41 #

    Me chamou a atenção a colocação de um amigo do Lucas, de que quando ele percebe que o assunto é “índios” ou “MST”, troca de canal.
    É interessante por que nem todos sabem que esta questão tem ligação umbilical: foram os índios que deram origem ao MST. Essa confusão nasceu aqui no Rio Grande do Sul, na cidade de Sarandi, por conta de decisão do governador da época, Leonel de Moura Brizola (década de sessenta), de retirar os índios de suas terras e vendê-las a agricultores. Como a Constituição de 1988 determinou que as terras que eram originariamente dos índios deveriam “ser devolvidas” a eles, os colonos foram expulsos das terras que compraram e estavam cultivando. Sem um centavo para se instalarem em outro lugar, “acamparam” na beira de rodovias e em propriedades particulares a espera de “audiências” com os governos para serem indenizados. Até hoje tem colonos que foram “expulsos” das terras pelos índios (eles costumam, inclusive hoje, queimar as plantações, matar os animais e etc., para pressionar os colonos a saíram das terras) e não receberam indenização.
    Respondendo a pergunta do Lucas, se índio é bem tratado no Brasil: até demais. Eles ganham cesta básica (trocam o leite por bebida alcoólica ou coca-cola), terras e mais qualquer coisa que pedirem. Se um índio mata alguém, ainda que seja outro índio, é o inferno na terra levá-lo a júri. Tem cobertura televisiva, intervenção federal, Funai e o diabo a quatro! E homicídio é crime comum, veja bem! No Rio Grande do sul e na Amazônia. É uma questão bastante complicada e de difícil solução.

    Mas a pergunta de um milhão de dolares é: quem é a Angelina do Ricardo, hein?!

  2. claudia :-) às 16:30 #

    DM- lindo lindo lindo de camisa azul listradinha, o que demonstra que agora ele tem 03 camisas azuis. Vai pagar a língua, pois o pessoal de São Carlos/SP vai inventar uma bateria melhor que a proposta pelos EUA, mas é claro que não vão vender por tão pouco.

    R.A. – lindo lindo de cabelos cortadinhos. Melhorou bastante o modo de dar as respostas. Direto e gentil. Sempre com uma boa dica para nos dar. Acredito que o problema estava no topete. Topete do cabelo, claro. Cortou e acabou.

    Lucas – não tão lindo, mas distribuiu muito bem os assuntos aos alunos. Adora jogar o Caio aos leões e surrupiar as dicas econômicas do Ricardo. Em benefício próprio, claro. Foi assim que ele comprou aquele apartamento de 4 andares onde mora.

    Caio – não tão lindo, mas de boa visão de marketing pessoal. Optar por uma quase “franja” foi bom, pois desviou minha atenção para “aquele montinho na cabeça” eqto dizia quem é e quem não é promíscuo. Como se não bastassem os programas de religião na TV, surge o Caio para nos dizer quem vai queimar no inferno. Acredito que ele goste de ser jogado aos leões pelo Lucas. Com certeza deve ser bem melhor que ser jogado ao Bambi.

    Lúcia – no momento não consigo me lembrar do assunto. Deu branco. Sorry Lúcia.

    COLÍRIO: DM. Imbatível. Na comunidade DMM dizem que ele tem corpinho de bailarino espanhol.

    TORCIDA DO FLUMINENSE: Caio. “Eu Acredito… Eu Acredito… Eu Acredito” em promiscuidade.

    FALA SÉRIO: ColdPlay. Adoro ColdPlay, mas seu último CD é de chorar de tristeza.

  3. claudia :-) às 16:32 #

    Ro,

    “foram os índios que deram origem ao MST”.
    Pelo seu texto, acredito que tenha sido o Brizola.
    Abç

  4. Marcos :-) às 17:28 #

    Claudia, eu também adoro Coldplay, já comprei o CD novo no dia do lançamento mesmo. Realmente não é aquilo tudo, mas a cada vez que ouço me parece menos pior. É que o primeiro CD foi tão bom, que todos os seguintes não foram no mesmo nível.

    Então o DM estava mesmo com camisa de listrinhas? Eu até achei que estava, mas eram listrinhas tão finas que fiquei na dúvida se era uma camisa diferente mesmo ou se era ilusão de ótica causada por algum problema na imagem da minha TV…

    Marcos

  5. Renata :-) às 14:06 #

    Continuo esperando pela resposta à pergunta (agora de 2 milhões de dólares): quem é a Angelina do Ricardo?

  6. Marcos :-) às 14:14 #

    Ai, gente… deve ser a namorada dele, né?! Mais do que o primeiro nome ele não vai revelar, senão a coitada vai ser alvo de tanto olho-gordo… hehehehehe

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s