78o. post – MC de 21 de dezembro de 2008

22 dez

manhattan

Na Presepada Connection os reis magos começam apresentando o convidado Roger Cohen, que vive em felicidade pura e total e que não resistiu ao apelo da Angélica. Falta um mês para Obama assumir a presidência e os problemas são grandes – mas o mundo o adora e vai ter que ter paciência em 2009. A guerra contra o terrorismo não vai acabar nunca, e no obituário de George Bush a única coisa boa é a política externa na Ásia e um par de sapatos jogado na Green Zone, a Disneyland que não poderia ser em Ohio. E enquanto nosso selvagem presidente Lula quer importar televisores em preto-e-branco, Paris perde o encanto e Havana mantém o charme do tempo parado na coluna Paris vs. Havana (para ver um arquivo compreensivo das colunas de Roger Cohen, clique aqui).

Depois da aula de política externa do professor Cohen no oriente médio, vem a aula de economia na geladeira. Dakota do Norte é mais do que apenas o cenário do filme Fargo: próspero no meio da crise, é o estado mais quente dos Estados Unidos. A sacação é do The New York Times no artigo A placid North Dakota asks, recession? What recession? Ricardo Amorim diz que ter petróleo ajuda, e Caio Blinder, o especialista em Dakota do Sul, avisa que nem a Islândia é uma ilha. Falando em petróleo, Diogo diz que Deus mudou de idéia, e Ricardo nos apresenta a SAIC – Shanghai Automotive Industry Corporation, a montadora que fabricará o seu próximo carro. Enquanto isso, as taxas de juros no Brasil continuam cavalarmente altas e Caio se envergonha de Bernard L. Madoff, investidor que enganou gente esperta, deu um cano de 50 bilhões de dólares e reforça estereótipos.

No terceiro bloco os reis magos falam sobre Les Standiford (blog dele aqui) e seu livro The man who invented Christmas: how Charles Dicken´s A Christmas carol rescued his career and revived our holiday spirits. Charles
Dickens inventou o Natal e a indústria de livros e filmes natalinos em 1843, quando escreveu A Christmas carol, um conto edificante em meio à miséria da revolução industrial. Correspondente direto com Papai Noel, Diogo Mainardi não leu o livro – mas assistiu às versões com o Mickey, com os Muppets e com Jim Carrey entre as 250 existentes. Para conhecer mais a vida e a obra de Dickens, veja o museu dele aqui, um site compreensivo aqui e sua obra literária completa para ser lida de graça aqui. Ah, aproveite que você está navegando na internet e compre a camiseta do Manhattan Connection aqui – e ganhe de brinde um podcast de Diogo Mainardi falando bem do Lula, um livro de Charles Dickens e uma cópia da carta que Lucas Mendes escreveu para Aécio Neves.

Para terminar, o presente de Clint Eastwood. Com vitalidade made in USA e vigoroso aos 78 anos, ele brilha mais que Detroit – cidade em que se passa seu filme Gran Torino (site aqui, trailer aqui). Anacrônico moderno e de cabeça mineira, o Dirty Harry aposentado se ajustou à realidade étnica da era pós-partidária de Obama. No momento jabá, Lucas indicou o livro Amazônia, 20º andar, de Guilherme Fiuza – que falou muito bem sobre Chico Mendes e que deve ter emprestado aquele blazer quadriculado de algum seringueiro. O filme de Eastwood parece interessante, o livro sobre a Amazônia nem tanto – e a melhor parte do bloco foi a história que Lucas Mendes contou sobre a proposta (in)decente Robert Redford.

Até a semana que vem com o melhor time político, econômico, religioso e mineiro da televisão brasileira.

Momento ManhaTIE Connection: Lucas estava inspirado e escolheu uma gravata cinza com listras muito chique que combinou bem com a camisa da mesma cor e com o paletó escuro. Caio, que na semana passada usou uma gravata preta com bolinhas brancas, nesta semana manteve as bolinhas e só mudou a cor preta para vermelha. Ficou bem – mas não foi muito criativo, certo? Ricardo, ao contrário, escolheu uma gravata com estampa geométrica em tons de azul bem moderna e ousada, e que poucas pessoas conseguiriam usar com elegância. Pódio da semana: medalha de bronze para o mineiro Caio, de prata para o mineiro Lucas e de ouro para o mineiro Ricardo.

Fórum da semana: qual é o maior “xarope” do Natal? Concordo com o Ricardo, que disse “A fila de carros na saída do shopping”, e com o Caio, que respondeu “Cartões de Natal com a foto da família e do cachorro com gorros de Papai Noel.”

Vinhetas da semana: 1 – LaDuca Shoes. Música: All that jazz, com Bebe Neuwirth e elenco do musical Chicago. 2 – Grand Central e Jardim Botânico do Bronx. Música: How can you ever forget, com Carly Simon. 3 – Tin Pan Alley. Música: Blue skies, com Duke Ellington. 4 – (Boa noite) – Filme: P.S. Eu te amo. Local: Manhattan. Música: P.S. I love you, com Nellie McKay.

Bônus da semana: um clipe de Coldplay, minha banda preferida, cantando White Christmas. Escrita por Irving Berlin na década de 1940, esta continua sendo a melhor música de Natal de todos os tempos – e provavelmente nunca será superada.

Veja também a minha MENSAGEM DE FINAL DE ANO.

Página inicial do fã-clube do Manhattan Connection

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s