101o. post – MC de 31 de maio de 2009

1 jun
milton glaser elaine mayes manhattan connection
 
A Tonight Show Connection começa bagunçando o coreto da China: 20 anos depois do massacre, o gigante da economia é um anão político que desperta admiração e medo. Ricardo Amorim explicou que lá não há prosperidade – mas sim crescimento. Até quando o sistema vai abafar os anseios da cidadania? Este é um bom tema para um trabalho do Instituto de Pesquisas Caio Blinder – que não é membro nem amigo dos membros do partido comunista, faz Divagações sobre a loucura calculista da Coreia do Norte e espera que alguém dê um tranco no Kim Jong-(Mentally)-il antes que ele exploda ou imploda o mundo. Enquanto isso, Obama tenta conquistar corações e mentes muçulmanas no Egito – mas deveria mesmo é tirar os argumentos do Netanyahu. Falando em Obama, os manhattans ainda comentaram sobre Thomas Shannon, o homem forte na américa latina que nos dará menos insignificância, e sobre a mulher latina do presidente americano que não gosta de bombeiros brancos e que foi tema da coluna de Lucas Mendes esta semana: Sonia, irmã suprema
 
No segundo bloco, hasta la vista California: o governador Arnold Schwarzenegger é o exterminador do presente que tem o pior crédito da praça. Baby Ricardo diz que cortar gastos não está no script, e espera que Washington resgate os californianos suicidas – que são obcecados por democracia mas já estão de saco cheio dos plebiscitos de sua constituição bolivariana. E enquanto o dólar cai e o real sobe sem parar, o jornal The New York Times publica a matéria Inquiry into oil company may hurt Brazil’s fiscal plan, sobre a CPI da Petrobras, e o Museu da Corrupção está bombando na internet. Será que a coluna do Diogo Mainardi, Ética em transe, está no acervo? 
 
A seguir, mesmo quem não entende de design ama Milton Glaser, a cara do design americano com 80 anos de idade. Conhecido pela simplicidade e genialidade, Glaser cresceu pobre no Bronx e fez uma conexão italiana antes de virar um grande artista e um grande comerciante – e de ter um site compreensivo. We love you. 
 
Para terminar, os manhattans falam sobre Jay Leno e Conan O’Brien, os comediantes que podem salvar a NBC de um drama – afinal os talk shows são mais baratos que seriados e são sucesso ontem, tonight e amanhã. O’Brien tem um QI acima da média e Leno é o vereador do humor que fala para a middle america – mas que não conquista a geração do Pedro Andrade e que vai mudar os interesses dos anunciantes e as vendas de carros americanos. Prefiro o David Letterman, sinto saudades do Johnny Carson e agradeço a todos pela compaNia.
 
Momento ManhaTIE Connection: parece que esta semana o Hugo Estenssoro deu uma passadinha na loja do MoMA e deixou umas gravatas de presente no estúdio do MC: uma com bolinhas em preto-e-branco para o Lucas e uma de cor-de-burro-quando-foge para o Caio. Será que são criações dos irmãos Campana? Já o Pedro pode ter causado confusão com o nome da emissora que exibe Lost e Desperate Housewives, mas acertou na gravata roxa com branco e levou o Troféu Bree Van de Kamp. Enquanto isso, no balneário o Ricardo estava ótimo com uma gravata vermelha com pontinhos brancos e ficou com a menção honrosa sou-gato-como-o-Jack-do-Lost. Estou certo, Heloísa? ;-)
 
Fórum da semana: a China é um modelo tipo exportação? “É um velho poder de exportação”, disse o Diogo, e Lucas completou: “Como quase tudo da China, vem com defeito de fabricação.”
 
Vinhetas da semana: 1 – Música Às vezes, com Adriana. 2 – Exposição Haight-Ashbury portraits, de Elaine Mayes na Steven Kasher Gallery. Música: Can you tell, com Ra Ra Riot. 3 – (Reportagem do Pedro Andrade) – MoMA Store e Delicatessen. 4 – (Boa noite) – Filme: Trama internacional. Local: Guggenheim Museum. Música: Strange brew, com Cream.
 
Bônus da semana: um hit eterno de uma época em que a Califórnia não estava prestes a ser exterminada: De repente Califórnia, com Lulu Santos.
 
 
AVISO: a partir de hoje os textos publicados aqui no blog do fã-clube do Manhattan Connection serão também reproduzidos no TV Magazine, um site bem compreensivo sobre televisão. Dá uma olhada!
  

Uma resposta to “101o. post – MC de 31 de maio de 2009”

  1. Heloisa :-) às 13:17 #

    Marcos,
    Voce esta certissimo.
    Nao sei se voce sabe, que na gravacao da conexao aqui em Manhattan, nos nao temos a imagem do balneario, soh o audio.
    Entao fico sem saber se o Ricardo merece a mencao honrosa do
    sou gato como o Jack. Mas se voce falou esta certo.
    um beijo
    Heloisa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s