159º post – MC de 12 de dezembro de 2010

13 dez

A tropa de elite da Conexão Abaixo de Qualquer Suspeita começou falando sobre o primeiro ministro italiano, que tem 7 vidas e uma mina de botox. Eternamente jovem, Berlusconi se dá bem na lama onde fez sua carreira e fortuna e pode conseguir um voto de confiança – mas não pode governar. O PIB do setor de festas infantis vai baixar e não há plano B. Portanto, avanti, popolo, basta de Berlusconi – pelo menos é este o conselho de Caio Blinder, que está tão espantado com o vazamento de antiamericanismo no site WikiLeaks quanto Lula e Putin, que saíram juntos a favor (ou contra?!) a liberdade de expressão. A revista Time publicou a matéria WikeLeaks’ war on secrecy: truth’s consequences e os manhattans discutiram se Julian Assange é um paladino ou um hacker. Enquanto a batata dele está assange (piadinha do Alfredo no Facebook), tá todo mundo dando cacete nos Estados Unidos.

Se no primeiro bloco Ricardo Amorim confirmou a profecia maia de que o mundo vai acabar em 2012, no segundo o assunto foi o passado – visto por Alan Riding, que há 21 anos está na França e escreveu o livro And the show went on – cultural life in nazi-occupied Paris (trecho aqui). Paris não saiu bonita: Edith Piaf cantou para os nazistas e os franceses não foram covardes, mas colaboracionistas. Riding gosta de navegar pela zona cinzenta – mas a grande culpa é do de Gaulle. Brasil na imprensa: Inflation dilemma looms for Brazil´s president-elect Dilma Rousseff (como é que se chama a mulher?)

A seguir, Chicago já foi campeã do crime organizado. A outra cidade maravilhosa hoje tem líderes menos famosos que Al Capone e uma polícia que usa a estratégia dos três mosqueteiros. Em cidades menores deu certo: não acabou com as gangues mas diminuiu o número de homicídios. E se não resolver nada, é só partir para a cacetada. No Brasil, a invasão do morro foi o primeiro passo para resolver as 28 causas da violência – e acho melhor parar com este assunto por aqui pois não quero sacanear nenhuma gangue.

Para encerrar, direto do Morro do Bom Alemão os manhattans falaram sobre All good things. Muita coisa ruim acontece neste filme com história baseada em fatos reais do começo da década de 1980. Eram tempos de impunidade – e para Pedríssimo Andrade a produção é muito good e tem uma visão mais real que todos os artigos escritos sobre o suspeito. Ainda falando em filmes, Lucas Mendes comentou que Tropa de elite 2 é recordista de bilheteria e audiência (na verdade ele disse assistência) e que é melhor que o primeiro. Eu não vi nenhum dos dois, então só neste bloco já ganhei mais três títulos para colocar na minha lista de filmes a assistir em 2011.

O melhor: Diogo avisando quanto está falando sério. O pior: o vídeo do Lula. Ninguém deveria ver ou ouvir esta pessoa em lugar algum, muito menos no Manhattan Connection. Fórum da semana: quantas estátuas sem cabeça do Ricardo Amorim existem em Roma? Título medonho que os brasileiros darão ao filme comentado do MC: Crime em família – a história de uma mulher feia e muda.

PS – quem está planejando viajar aos Estados Unidos deve checar a previsão do tempo:

 

PS 2 – o tempo em Miami está super quente. Mesmo. Duvida? Veja o que Pedríssimo Andrade tem a dizer sobre isso aqui.

Update: são 17:50h e este post já está no ar há algumas horas – e tem um monte de gente clicando na foto acima!! Para ver o vídeo tem que clicar no link, na palavra “aqui” em negrito ali em cima, e não na foto. Sei que o Pedríssimo deixa as pessoas meio nervosas, ainda mais shirtless – mas é só ler o que está escrito. Cliquem no link e não na foto, ok? ;-)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s