162º post – MC de 23 de janeiro de 2011

24 jan

À flor da pele, o Manhattan Connection estreou de bom humor em um canal acolhedor e dinâmico – apesar de bem desorganizado, pois os horários de exibição do programa permaneceram sem divulgação até as vésperas da estreia, e até hoje ninguém disse se o MC ficará disponível na internet. Aliás, é impressão minha ou o MC também ficou sem abertura? Faz 17 anos que a gente ouve aquela musiquinha com letra que ninguém entende todos os domingos, e o programa não é o mesmo sem ela. Tragam a musiquinha incompreensível de volta! Só o que não mudou foi o cabelo do Diogo Mainardi (aliás, mudou sim, e para pior: agora ele está com um mullet!) e o cenário atrás do Ricardo Amorim. Com a mudança para São Paulo, aposto que o Ricardo e todos os espectadores do MC esperavam que finalmente dariam a ele um cenário decente. Não deram. Se eu fosse ele, também gravaria o MC na biblioteca de casa.

Enfim, vamos à Conexão: a Tunísia é um oásis. O Ali Babá fugiu, mas os 40 ladrões ficaram e a revolução popular não cheira bem. Caio Blinder perdeu o rebolado, mas deu o seu recado e também sentiu Um cheiro de revolução no mundo árabe. Enquanto isso, o Sudão está sendo dividido em dois: será uma solução ou duas tragédias? O problema é o petróleo, a bênçao que é também uma maldição. Mudando de assunto: finalmente Berlusconi! Já faz tempo que o Diogo deu Adeus como colunista, mas falou por 20 minutos sobre as pedras pouco preciosas e a flechada do Papa. Caio foi mais chato, mais breve e menos pudico, e explicou a situação do pobre governo do Haiti: a culpa é da sirigaita da mulher do Baby Doc. Aliás, o MC desta semana teve mais de uma sirigaita: a segunda foi Sarah Palin, que teve sua carreira alvejada. Das sirigaitas, o assunto dos manhattans foi parar na presidente Dilma, que até poderia fazer um apelo Kennedyano – se falasse de maneira compreensível.

A seguir, as garras da chinesa: para Amy Chua, a vida não é brincadeira. Ela é mais linha dura que a Alma Blinder e sua filosofia essencial está correta – da classe média para cima, é claro. Hoje todo mundo é muito mimado e faz o que quiser, and that’s Why Chinese mothets are superior. Lucas Mendes sucumbiu às Mordidas da mãe chinesa, Diogo fez uma piada muito sem graça e o assunto foi o Brasil na imprensa: o país emergente submergiu – e quem quiser pode afundar ouvindo o Antonio Carlos Jobim Festival no site da rádio WKCR.

Para encerrar, o faroeste ressuscita a cada 10 anos – e desta vez encarnou em True grit dos irmãos Coen, dois pistoleiros mórbidos com senso de humor fulminante. Eles fazem justiça ao velho oeste e ao livro de Charles Portis (que não era um J. D. Salinger mas fez um revisionismo contra-cultural do próprio gênero). Eu vejo tudo que os irmãos Coen fazem e certamente True grit será o segundo faroeste do qual gostarei (pois até hoje só gostei mesmo de C’era una volta il west – o único filme a que o Diogo Mainardi já assistiu).

O melhor: esperar o MC começar sem precisar ver o finalzinho do programa da louca da Marília Gabriela. O pior: saber que o Pedro Andrade não morde. Fórum da semana: o Manhattan Connection não tem mais fórum?

14 Respostas to “162º post – MC de 23 de janeiro de 2011”

  1. Tony :-) às 9:57 #

    Gostei do fato do programa ter mudado de canal já que a Globonews não é mais um canalzinho de variedades como a GNT sempre foi!

  2. EmersonMH :-) às 11:08 #

    O programa foi muito bom, mas eu mudaria algumas coisas: 1) a volta da abertura; 2) a retirada do ticker com notícias, que fica na parte de baixo da tela; 3)E, finalmente, parar com essa história do Caio ficar olhando somente para o Lucas enquanto comenta, afinal de contas, nós, telespectadores, estamos aqui do outro lado da tela.

    Mas quero frisar que o conteúdo foi excelente. É sempre bom saber o que os “Manhatteiros”(!) têm pra dizer sobre os assuntos mais importantes. Além disso fiquei sabendo do documentário feito dentro da Coreia do Norte (coisa rara) e, logicamente, o sempre bem-vindo novo filme dos irmãos Coen. E sempre anoto as excelentes dicas do Pedro, que tem muito bom gosto (além de sacar tudo o que acontece no mundo do showbiz)

    Obrigado à equipe do MC!

  3. Marcos Alexandre :-) às 11:22 #

    Concordo com tudo, Emerson!

  4. Guilherme :-) às 11:40 #

    Muito boa a estréia, ficou faltando somente os nomes das músicas que tocam enquanto passam as dicas do Pedro Andrade, pois são sempre boas.

  5. Bárbara :-) às 12:50 #

    Realmente, a abertura fez falta, mas fora isso o programa foi ótimo. Alguém lembra o nome do documentário feito na Coréia do Norte?

  6. Ana_C :-) às 13:23 #

    Eu também concordo com EmersonMH, principalmente em relação à antiga música tema, que deveria voltar. Eu também achei essa história de ler “o assunto da discussão” na tela muito estranho e dispensável.

  7. Marcos Alexandre :-) às 14:00 #

    Bárbara, o documentário é The red chapel: http://www.imdb.com/title/tt1546653/http://www.youtube.com/watch?v=z66Vf3X2-vo

  8. Vinicius Marquez :-) às 17:10 #

    A barra de notícias que fica embaixo é realmente dispensável! Mais serve pra distrair que qualquer outra coisa…

  9. heloisa :-) às 19:02 #

    oi Marcos,
    a Globo Internacional nada, mas vi na internet hoje nao esperei 2 dias para ficar disponivel.
    Foi tudo bem diferente e vamos estranhar nos primeiros programas. Nao fui na gravacao e achei tudo apertadinho.
    A musica que nao diz nada, nao eh do inicio acho que comecou em 2001, mesmo assim fez falta.

  10. Marcos Alexandre :-) às 19:13 #

    Oi Heloisa, achei que a música era do início do MC. Que bom que o MC já está na internet, vi na página do programa no site da Globo News. O link na página de mídia do fã-clube continua funcionando, pois dá direto no arquivo da Globo.com.

  11. sidney costa :-) às 21:42 #

    Gostei de tudo que vi e ouvi e prefiro que o Caio Blinder continue em estado de acareação com o Lucas [Mendes]…pra me encarar [encarando a câmera] prefiro a Angélica V.
    O quê eu me ressenti é a falta, nesse post, de remissão ou até de link remissivo pro mais contundente, na minha opinião “minimalista”, assunto exposto, ontem, no programa: A eugenia praticada na Coréia do Norte tratada em documentário criativo e corajoso produzido por dinamarqueses. Cadê? Se der pra corrigir, por favor, eu agradeço!

    Parabéns pra todos,

    Sidney

    PS.: Ricardo Amorim, vc não está de todo errado. Pelas dimensões continentais do Brasil e a superpopulação nas grandes cidades nossas, não se comparam à realidade da Austrália. Agora, já era tempo do poder público ter 1 projeto pra socorro efetivo nessas estções das chuvas.

  12. Marcos Alexandre :-) às 23:07 #

    A menção ao The red chapel está aqui nos comentários, Sidney, com os respectivos links.

  13. sidney costa :-) às 1:55 #

    Brigaduuuuuú, Marcos A. Foi o tempo de eu ter enviado meu comentário, em seguida dei um lance de olhos nos postados e vi o que eu precisava, antes de mesmo de vc me responder.
    De qualquer maneira, aproveito pra engrossar o caldo de cultura em torno desse tema q, pra mim, disparado, foi o mais impactante do programa [sempre tive mta curiosidade de saber como se dá a organização do governo comunista na Coréia do Norte e uma brecha foi aberta no muro deles, pelos dinamarqueses]

    TY,

    sidney

  14. João Víctor :-) às 19:52 #

    O programa foi bom, mas realmente a aberta fez falta. O cenário do escritório de Nova Iorque também não é tão bom quanto a cena da times square…. Outros dois problemas foi a mesa deles, parecia ser tão apertado, lol…
    Agora sobre o site, acho que eles deveriam fazer mais parecido com os outros programas da Globo News (Espaço Aberto), com espaço para as pessoas comentarem, o que o site novo não tem… E também não tem a opção de ‘conversar com o programa’. Resumindo, o programa foi bom, mas como disse o Diogo eles ainda podem melhorar bastante, principalmente no site…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s