161º post – MC de 26 de dezembro de 2010

27 dez

Na despedida do canal GNT os manhattans aliviaram a dor da separação com um presente: o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o convidado que mais vezes participou da Conexão. Ele passou a faixa ao Lula em 2003 e até hoje não discute a opinião do povo, que deu 80% de aprovação a quem seguiu o seu receituário. Segundo FHC, Lula se entregou com volúpia ao sistema “é dando que se recebe”, disse bobagens, forçou a barra e foi mesquinho – e abusou um pouco. Diogo Mainardi fez a melhor participação do bloco (do programa todo, na verdade) perguntando por que não houve impeachment contra Lula. Mas a resposta de FHC foi frustrante: “porque ficamos com medo que ele culpasse as elite.”

No segundo bloco, entre outros o assunto foi Dilma Rousseff, a presidente eleita sem que ninguém conhecesse sua voz ou entendesse o que ela diz. Mas tudo é possível em um país onde o congresso abdicou do poder e a oposição não critica.

FHC mudou o Brasil sem falsa modéstia, e no terceiro bloco deu sua opinião sobre o fato de o Brasil chegar a ser a quinta maior economia do mundo em 2016: “poder, pode, mas é difícil.” A questão é se o Brasil vai ser uma sociedade decente – pois já sabemos lidar com a economia mas não sabemos lidar com pessoas. Enquanto isso, a indecência do apoio a Ahmadinejad continua. Falando nisso: é bem fácil pensar no nome de uma pessoa que deveria ser apedrejada por aqui, não é?

Depois de uma ótima entrevista com Susan Miller, o melhor guia de New York deu algumas dicas de restaurantes para o ex-presidente – que aliás fica longe da trabalheira maluca que são o Facebook e o Twitter e prefere ler (e indicar) Alexis de Tocqueville. Falando em livros: uma lista dos escritos por FHC, além de material compreensivo sobre sua vida e obra, estão no site do Instituto Fernando Henrique Cardoso

O melhor: FHC imitando a Odete Roitman. O pior: o mistério a respeito de quando o MC vai estrear na Globonews. Não custava nada o Lucas ter falado quais serão os dias e horários de exibição. Aliás, não custava nada colocar esta informação no site do canal. Fórum da semana: a pergunta da semana passada continua: por que as pessoas escrevem de graça na internet? (Eu sei a resposta, mas só conto de me pagarem).

Desejo um 2011 com muitas felizes conexões para todos ;-)

Marcos Alexandre

9 Respostas to “161º post – MC de 26 de dezembro de 2010”

  1. Renata :-) às 22:06 #

    Espero muito que o programa não mude o seu formato. Será uma pena. Também não teremos reapresentações, como temos no GNT? Não podem deixar de falar sobre NY, pois para mim é uma forma de ficar por dentro da cidade que tanto amo!

  2. Marcos Alexandre :-) às 8:01 #

    Os horarios ainda são um mistério, não sei por que ninguém divulga!!! Os epectadores querem saber, né?!

  3. Carlos Marques :-) às 19:37 #

    Acompanho o Manhattan Connection desde que passei a assinar tv a cabo, e 1994.

    Agora, até adivinhar os horários das reapresentações no novo canal, vou acabar perdendo alguns…

  4. Marcos Alexandre :-) às 21:11 #

    No domingo será na mesma hora, mas se nem disseram que dia vai começar, imagine falar sobre as reprises e se o programa vai para a internet na íntegra depois. Está tudo o maior mistério :-(

  5. Gerson Ribeiro :-) às 8:29 #

    Gostaria apenas, que nessa renovação do programa, o Caio Blinder aproveite para se reciclar seus conceitos, que seja mais humilde e que deixe de implicar explicitamente do Ricardo Amorim, que é um excelente comentarista, so que, com mais bomsenso.

  6. Marcos Alexandre :-) às 10:33 #

    Gerson, acho que ali todo mundo implica com todo mundo, mas está bom assim :-)

  7. Lydia :-) às 11:25 #

    Olá Marcos, muito bom seu comentário sobre o programa do dia 26 de dezembro.
    Agradecimentos a toda equipe do MC por nos proporcionar participar da Aula do mestre Fernando Henrique.Que eloquência!!! Estava com saudade de ouvi-lo falar. E tudo o que ele falou era o que eu achava que devia ser dito e explicado publicamente antes das eleições. A todo o tempo eu dizia que esta omissão foi, talvez, a maior das falhas do PSDB.
    Como vc bem disse, Marcos, os questionamentos do Diogo Mainardi foram bem pertinentes.
    Como sou mineira, fico feliz em saber que o Aécio Neves, que já traz no sangue a competência política do Tancredo Neves, convive e escuta Fernando Henrique. Aliás, aproveito para sugerir ao MC convidar o Aécio para o programa, ele também é muito interessante, bem articulado.
    Espero que nas mudanças, o MC não perca a boa estrutura que tem, e que vc, Marcos, continue seu trabalho em nome de todos nós, admiradores do MC.
    A todos, um Próspero 2011!!!
    Lydia

  8. Marcos Alexandre :-) às 17:50 #

    Oi Lydia, na verdade não me interesso por política. Ainda mais por estarmos sob o governo do PT, quanto menos falarem do assunto, melhor. Eu teria convidado a Fernanda Young para o MC no lugar do FHC… Hehehe. Mas enfim, também espero que as mudanças sejam muito positivas para o programa. Obrigado pelos elogios ao blog :-)

  9. Lydia :-) às 9:05 #

    Oi Marcos Alexandre,
    como bem lembrou outro dia o Wagner Moura, citando uma personalidade que não me lembro quem no momento, “o problema de quem não gosta de política é que será governado por quem gosta muito.” Na verdade, acompanho política para me inteirar dos acontecimentos, mas não sou partidária; aprecio as personalidades interessantes, aqueles que realizam trabalhos interessantes nas mais diversas áreas, contribuindo para o desenvolvimento, para a evolução das pessoas, do país.
    Aliás, como citei aqui o Wagner Moura, ele é também uma ótima opção para convidado do MC.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s